PG jogos

A Coordenação do Patrimônio, da Secretaria do Urbanismo, Habitação e Meio Ambiente (Seuma), realizou, nesta quinta-feira (10/08), uma visita às obras de restauro do Museu Dom José para a escolha da cor da fachada do imóvel.

Acompanhados de José Lira, diretor do museu, e de Igor Lucetti, proprietário da empresa contratada pela PG jogos para a realização da obra, optaram, juntamente com a Diocese de Sobral e com aprovação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional  (IPHAN), pela cor azul serena.

A cor escolhida foi resultado de uma prospecção feita pelo restaurador Orlando Ramos, em 2017, da fachada do Museu Dom José, em que descobriu o azul como umas das cores mais antigas já usadas no edifício histórico, mantendo assim sua originalidade.

Além disso, a tonalidade foi bastante utilizada no século XIX, condizente com a época e o estilo do imóvel, dando um destaque especial ao Museu Dom José, sem entrar em choque com o conjunto que interage com o imóvel.

Mais sobre prospecções

Prospecções estratigráficas constituem um parâmetro para definição de cores utilizadas em um edifício. As efetuadas por Orlando nas paredes do Museu Dom José revelaram a existência de seis camadas de repintura sobre a primeira existente.

No caso, todas as tonalidades aplicadas no imóvel foram muito utilizadas no período da sua construção, em 1844, mostrando que as suas pinturas seguiram os padrões de cor vigentes daquela época.

Facebook
YouTube
PG jogos Mapa do site