Gem Saviour

Sobral passa a contar com o auxílio de um robô para identificação de ligações clandestinas de esgoto nas redes de drenagem das águas pluviais. A ação visa proteger lagoas, riachos e rios da cidade, bem como evitar alagamentos em áreas urbanas durante o período chuvoso.

O robô entrará nas galerias de água das chuvas com uma câmera acoplada ao equipamento, onde será possível identificar as ligações clandestinas de esgoto à rede de drenagem, para, em seguida, realizar o chamado "tamponamento" daquela tubulação, ou seja, a interrupção da emissão de efluentes, que deveriam ser depositados na rede de esgoto. Além desse método, também serão realizados testes de fumaça e corante para investigar a existência de ligações irregulares.

Para dar início aos trabalhos, nesta quinta-feira (25/01), Marília Ferreira Lima, secretária do Urbanismo, Habitação e Meio Ambiente (Seuma), David Bastos, secretário da Infraestrutura (Seinfra), Úrsula Nóbrega, superintendente da Agência Municipal do Meio Ambiente (AMA), e Gustavo Weyne, diretor-presidente do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Sobral (SAAE), assinaram a ordem de serviço.

As ações irão acontecer no âmbito do Programa de Desenvolvimento Socioambiental de Sobral (Prodesol) e contam com um investimento de mais de R$ 5 milhões, com recursos provenientes do Programa.

De acordo com a titular da Seuma, “as edificações que possuem irregularidades na ligação de esgoto nas redes de drenagem serão notificadas e ficarão passíveis de multas, caso não realizem sua ligação de forma adequada”, disse Marília Ferreira Lima.

Facebook
YouTube
Gem Saviour Mapa do site